Brasil

Polícia conclui inquérito sobre assassinato de irmão de Marcelo Freixo após 14 anos

Crédito: Reprodução TV Câmara

Marcelo Freixo (Crédito: Reprodução TV Câmara)

A polícia civil do Rio de Janeiro conseguiu finalizar o inquérito que analisava o assassinato de Renato Ribeiro Freixo. Ele é irmão do deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ). A conclusão foi feita nesta quinta-feira (13).

O inquérito também apurava a tentativa de homicídio da companheira de Renato. O caso aconteceu em Piratininga em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, em junho de 2006.

A polícia apontou o ex-policial militar Fabio Montibelo como o responsável pelo crime. Além dele, Marcelo dos Reis Freitas e Alexandre Ramos, outros dois policiais, também foram indiciados como mandantes do crime, conforme apuração do G1.

Os PMs que foram indiciados como mandantes atuavam como seguranças no condomínio onde Renato residia. A demissão desses agentes por falta de regularização para a função foi apontado pela polícia como o motivo do crime.

Segunda a polícia, dezenas de pessoas foram ouvidas, buscas e apreensões foram cumpridas e houve a quebra de sigilo, as quais foram determinante para que o inquérito conseguir identificar os criminosos.

Com a conclusão, o inquérito agora foi direcionado ao Ministério Público do Rio de Janeiro.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel