O Dia

Polícia Civil prende agente de trânsito foragido da Justiça do Estado do Pará

Darlan Jorge tem mandado de prisão preventiva por peculato, falso testemunho, favorecimento real, favorecimento pessoal e fraude processual

Rio – Policiais Civis da 78ª DP (Fonseca), em cooperação com a Polícia Civil do Estado do Pará, prenderam no início da noite desta sexta-feira o agente de trânsito Darlan Jorge Batista Marinho Soares, de 37 anos. Contra ele, havia mandado de prisão preventiva pelos crimes de peculato, falso testemunho, favorecimento real, favorecimento pessoal e fraude processual. 
Darlan foi preso em um hotel da Zona Portuária do Rio, onde iria se hospedar. Os policiais da delegacia do Fonseca receberam informações de policiais civis da Delegacia de Tucuruí, no Pará, sobre o paradeiro do foragido.
Darlan é o terceiro agente preso em decorrência da Operação Óleo de Peroba, deflagrada pela Policia Civil do Pará, que investigou a participação de agentes da Companhia de Trânsito e Transporte de Tucuruí (CTTUC) em uma sucessão de crimes decorrentes de um acidente de trânsito que feriu gravemente duas jovens no dia 29 de setembro deste ano. 
O carro que causou o acidente era clonado e havia sido encaminhado para o depósito de veículos da CTTUC pela Polícia Rodoviária Federal, onde deveria ficar apreendido, porém foi encontrado na casa de Darlan, que era agente de trânsito. O veículo estava sendo reparado por um lanterneiro para encobrir os danos causados pelo acidente.
Após a Polícia Civil de Tucuruí localizar e apreender a caminhonete, outro agente de trânsito da CTTUC se apresentou na Delegacia e alegou ser o condutor do veículo no momento do acidente. No decorrer das investigações, os policiais descobriram que tal versão foi inventada para proteger o Superintendente da Companhia de Trânsito e Transporte da cidade de Tucuruí, que era o real condutor do veículo e queria evitar prejuízos políticos.
Darlan será encaminhado ao sistema prisional onde permanecerá preso e à disposição da justiça.