Geral

Polícia aponta que após enterrar Henry, Monique procurou cursos de inglês e de culinária

Crédito: Reprodução/TV Globo

A Polícia Civil apontou que, depois de enterrar o filho Henry Borel, de quatro anos, a mãe do jovem, Monique Medeiros, procurou cursos de inglês e de culinária.

Nesta terça-feira (13), o jornal O Dia publicou as mensagens em que Monique demonstra interesse nos cursos. No dia 10 de março, três horas após o enterro do menino, Medeiros recebeu uma oferta com desconto de 40% para o curso de inglês.

De acordo com o G1, segundos após receber a mensagem, Monique respondeu perguntando se o curso era presencial. No dia seguinte, ela procurou por aulas de culinária.

Ela encontrou uma professora em uma rede social e mandou uma mensagem. “Boa tarde. Sou Monique Medeiros, tenho interesse em fazer uma aula prática com você. Como faço para entrar na lista de espera? Um grande beijo em seu coração”, dizia o conteúdo.

Monique está presa desde o dia 08 de abril, por suspeita de homicídio duplamente qualificado contra o próprio filho. O inquérito ainda não foi concluído, mas a polícia acredita que Henry tenha sido assassinado.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS