Brasil

‘Poderia ter sido fatal’, diz prefeito de Osasco que sobreviveu à explosão em fogueira

Crédito: Divulgação/Prefeitura de Osasco

Rogério Lins, prefeito de Osasco, se recupera de acidente com fogueira em festa junina (Crédito: Divulgação/Prefeitura de Osasco)

‘Poderia ter sido fatal”, disse neste domingo (30) , o prefeito de Osasco, Rogério Lins (Podemos), que sobreviveu, juntamente com a mulher, a primeira-dama, Aline Lins, à explosão de uma fogueira durante festa junina, na última sexta-feira (28), na cidade da Grande São Paulo. As informações são do G1.

O casal está internado em estado estável no Hospital Municipal Antônio Giglio. O prefeito e a primeira-dama tiveram queimaduras graves de 1º e 2º graus em 14% do rosto e braços.

O prefeito afirmou ainda no caminho para a festa junina as filhas pediram para acender com ele a fogueira. Rogério falou que perdeu os sentidos com a explosão e só acordou na ambulância. Quando recobrou a consciência, contou ter se lembrado da família.

Ele ainda falou que desmaiou após a explosão. “Quando retomei os sentidos já estava dentro da ambulância juntamente com minha esposa”, falou Rogério, que agradeceu ao atendimento que receberam. “Quero agradecer muito a forma como fomos atendidos, agradecer a Deus que nos deu esse grande livramento.”

A explosão também feriu mais três pessoas, um homem, e um cinegrafista e fotógrafos que acompanhavam o prefeito. Eles foram socorridos com ferimentos leves e acabaram liberados.

Apesar de não ter previsão de alta médica ainda para o casal, Rogério não vai se afastar do cargo.

O caso foi registrado no 5º Distrito Policial (DP) como lesão corporal culposa e explosão.