Brasil

Pneumonite de Toffoli foi causada por ácaro de ar-condicionado do STF, diz colunista

Pneumonite de Toffoli foi causada por ácaro de ar-condicionado do STF, diz colunista

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli precisou ser hospitalizado no último domingo (9) por conta de uma pneumonite alérgica. O quadro foi causado pelos ácaros do ar-condicionado do prédio da Suprema Corte, conforme apuração da colunista Mônica Bergamo da Folha de S. Paulo.

“Constatamos que a pneumonite foi causada por uma hipersensibilidade a ácaros ambientais”, afirma a cardiologista Ludhmilla Abrahão Hajjar, médica da equipe que acompanha Toffoli desde que ele deu entrada no hospital DF Star, na capital federal, após sentir um mal-estar.


Ludhmilla pediu que os dutos de ventilação do prédio do STF fossem verificados.

De acordo com o boletim médico divulgado pelo hospital, Toffoli está bem. No entanto, o ministro ainda não tem data para sair da unidade de saúde. O presidente do STF também realizou exame para verificar se estava com Covid-19 e testou negativo.

Toffoli já passou por uma cirurgia em maio deste ano para drenagem de um abscesso. Na ocasião, o ministro chegou a apresentar sintomas do novo coronavírus, mas também testou negativo.

Já em julho, ele precisou fazer uma sutura na cabeça em corte na testa causado por uma queda. Com isso, esta última internação contabiliza a terceira vez que o presidente do STF foi ao hospital neste ano.