Brasil

Planalto informa que Michelle Bolsonaro testou positivo para covid-19

O Palácio do Planalto informou que a primeira-dama Michelle Bolsonaro testou positivo para o novo coronavírus nesta quinta-feira, 30. Segundo a Secretaria Especial de Comunicação da Presidência, Michelle apresenta “bom estado de saúde e seguirá todos os protocolos estabelecidos”.

“A primeira-dama está sendo acompanhada pela equipe médica da Presidência da República”, diz o texto.

Na quarta-feira, a primeira-dama participou de evento no Palácio do Planalto para lançamento da campanha “Mulheres Rurais, Mulheres com Direitos.

Além do presidente Jair Bolsonaro, ela esteve próxima das ministras Tereza Cristina (Agricultura) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos).

Ela também tirou fotos com pelo menos 20 convidadas que estiveram na cerimônia.

O teste positivo de Michelle ocorre menos de uma semana depois do presidente Jair Bolsonaro dizer que testou negativo para a covid-19, após mais de duas semanas isolado por ter contraído a doença.

Logo depois de Bolsonaro testar positivo para o novo coronavírus, há algumas semanas, em meados de julho, Michelle também fez o teste, mas, na ocasião, anunciou que o resultado foi negativo.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Idoso morre após dormir ao volante e capotar veículo em Douradoquara; neto ficou ferido
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel