Por Walmor Parente, subeditor da Coluna

Condenado em 2022 ao pagamento de multa de R$ 22.991.544,60 por litigância de má-fé, após questionar a segurança das urnas, o Partido Liberal (PL), do ex-presidente Jair Bolsonaro, decidiu adotar postura distinta para o pleito municipal deste ano.

O partido ainda não se manifestou se vai fazer a inspeção do código-fonte dos aparelhos e dos sistemas eleitorais que serão utilizados nas Eleições Municipais de 2024. Há sete meses, o ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disponibilizou o código-fonte como parte do Ciclo de Transparência.

Além de abrir o código-fonte, o Tribunal também realizará esse mês o Teste de Confirmação, no qual são verificados os aprimoramentos feitos pela equipe do TSE para barrar investidas.