Economia

PIB da zona do euro tem contração histórica de 12,1% no 2º tri, confirma Eurostat

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro encolheu 12,1% no segundo trimestre de 2020 ante os três meses anteriores em meio ao impacto da pandemia da covid-19, sofrendo a maior contração numa série histórica iniciada em 1995, de acordo com revisão divulgada nesta sexta-feira, 14, pela agência oficial de estatísticas da União Europeia, a Eurostat.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Em relação ao mesmo período do ano passado, o PIB do bloco registrou um tombo de 15% entre abril e junho.

Os números vieram em linha com as expectativas de analistas consultados pelo The Wall Street Journal e confirmaram estimativas iniciais publicadas no fim de julho.

Exportações

Segundo dados com ajustes sazonais publicados também nesta sexta pela Eurostat, as exportações da zona do euro saltaram 11,2% em junho ante maio, enquanto as importações cresceram 5,2% no período.

Os resultados marcaram o segundo mês de avanço do comércio externo da zona do euro, após quedas históricas causadas pela pandemia de coronavírus em abril.

As exportações, porém, continuam 17% abaixo dos níveis de fevereiro, último mês antes de a covid-19 começar a prejudicar os fluxos comerciais do bloco.

Já o superávit da balança comercial da zona do euro aumentou de 8,6 bilhões de euros em maio para 17,1 bilhões de euros em junho, também no cálculo com ajustes sazonais.

Veja também

+Cidadania divulga calendário de pagamentos da extensão do auxílio emergencial

+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea