Geral

PGR estica por mais um ano força-tarefa Amazônia

Portaria publicada no Diário Oficial da União desta sexta, 14, – Portaria nº 116 -, prorroga por um ano os trabalhos da força-tarefa Amazônia. O documento também estica pelo mesmo período a designação da procuradora da República Ana Carolina Haliuc Bragança (coordenadora) e do procurador da República Rafael da Silva Rocha (coordenador-adjunto) como membros titulares do núcleo. O ato terá vigência a partir de 22 de fevereiro de 2020.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

A força-tarefa foi criada em agosto de 2018 para atuar no combate à macrocriminalidade na região amazônica, à mineração ilegal, ao desmatamento, à grilagem de terras públicas, à violência agrária e ao tráfico de animais silvestres.

A equipe é formada por procuradores da República de todos os estados da Amazônia Legal.

Eles atuam para ‘promover a troca de experiências e aperfeiçoar’ o trabalho do Ministério Público Federal no combate aos crimes na Amazônia, além de articular e aprimorar o diálogo do órgão com instituições como Ibama, Polícia Federal e Exército.

Balanço

Desde a criação, a força-tarefa foi responsável por seis grandes operações de combate ao desmatamento ilegal na Amazônia.

Nesse período, pelo menos 30 investigados e oito madeireiras foram denunciados por crimes como invasão de terras indígenas, lavagem de dinheiro, organização criminosa, dano ambiental, e outros.

O grupo também atuou no enfrentamento dos incêndios registrados na floresta no ano passado, destaca informação divulgada pela Secretaria de Comunicação Social da Procuradoria-Geral.

Outra frente de trabalho é o combate à mineração ilegal.

Na próxima semana, a Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do MPF (4CCR) irá lançar um manual sobre o tema, elaborado por integrantes da força-tarefa Amazônia.

O documento reunirá marcos jurídicos e questões controversas ‘a fim de orientar os membros com atuação na temática sobre como agir diante desse tipo de crime ambiental’.

O lançamento acontece durante o Seminário Amazônia: Desmatamento, Crime Organizado e Corrupção, na sede da PGR.

O evento terá a presença de procuradores da força-tarefa Amazônia.

Veja também

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Após cogitar ficar longe da TV, Edu Guedes estreia na Band e ‘rouba’ horario de Mariana Godoy

+ Uma moto 0km, desde 1977 na caixa, vai a leilão e valor pode chegar a mais de R$ 190mil

+ Kit transforma BMW R nineT em réplica de moto dos anos 1930

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea