Geral

PF prende suspeitos de fraudar sistema do Ibama para beneficiar fazendeiros

A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira, 15, cinco pessoas apontadas como estelionatários que teriam usado dados de servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Ambientais (Ibama) para fazer alterações indevidas nos sistemas do órgão e beneficiar fazendeiros. O prejuízo causado aos cofres públicos é estimado em R$ 150 milhões.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

De acordo com os investigadores, o grupo usava certificados digitais (tokens) de fiscais e gestores do Instituto, obtidos de maneira fraudulenta, para extinguir interdições a fazendas localizadas em áreas embargadas da Amazônia Legal nos estados do Pará e de Mato Grosso.

Na ação de hoje, batizada de Operação Tokens, além das prisões, os agentes cumpriram 48 mandados de busca e apreensão em Goiás, Tocantins, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e no Distrito Federal. Entre os alvos de busca, está uma propriedade do ex-deputado federal e presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás, Sandro Mabel (MDB).

“Foram constatados 122 desembargos irregulares em nome 54 pessoas físicas ou jurídicas, com potencial prejuízo para a União da ordem de R$150 milhões, em multas não recolhidas e descumprimento de embargos em áreas ambientais sensíveis da Amazônia legal”, informou a PF.

O inquérito foi instaurado a partir da identificação, pelo Ibama, da fraudes contra diversos de seus superintendentes, agentes e fiscais, com o uso de tokens expedidos indevidamente por falsificadores. Para chegar aos estelionatários, houve colaboração de informações de inteligência entre o Ibama e PF que permitiu, segundo os investigadores, identificar os supostos nomes de beneficiários, servidores públicos e fraudadores envolvidos no esquema.

COM A PALAVRA, SANDRO MABEL

A reportagem entrou em contato com o empresário através da Federação das Indústrias do Estado de Goiás. O espaço está aberto para manifestações.

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Jojo Todynho solicita ajuda médica e preocupa fãs

+ Capacete estilo astronauta contra Covid-19 gera polêmica na internet

+ Vídeo: Acompanhado por 140 militares, caça Gripen é rebocado pelas ruas de Navegantes

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea