Economia

PF investiga fraudes de RS 3 milhões nas declarações de IR em Santa Catarina

A Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram nesta terça-feira, 26, a Operação Retificatio, contra fraudes em declarações de Imposto de Renda de pessoas físicas, no município de Lages, em Santa Catarina. A operação investiga mais de 3 mil declarações transmitidas por uma mesma pessoa em nome de terceiros e que teria gerado um prejuízo de mais de R$ 3 milhões em quatro anos.

A PF recolheu computadores e documentos ao cumprir um mandado de busca na casa de um alvo da Retificatio. O material apreendido será submetido à perícia.

Segundo a investigação, deduções fictícias foram inseridas nas declarações para aumentar a restituição de imposto retido na fonte ou diminuir o valor do imposto a pagar.

A Federal afirma que no momento em que as declarações caiam na malha fiscal, o investigado, que não atua no ramo da contabilidade, realizava retificações até burlar o sistema automatizado.

O investigado poderá ser indiciado por fazer uso de papeis falsificados, omitindo ou fazendo declarações falsas, crime previsto no nos artigos 304 e 299 do Código Penal. A pena pode chegar a 5 anos de reclusão.

+ Consulado chinês nos EUA é fechado e provoca nova crise
+ As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?