Geral

PF diz que 175 mil pedidos de passaporte ficaram ‘represados’


A Polícia Federal informou nesta sexta-feira, 21, que no período de suspensão de emissão dos passaportes “foram represados cerca de 175 mil pedidos”.

A paralisação do setor da PF perdurou por três semanas, desde 27 de junho, por “insuficiência” orçamentária. Nesta quinta-feira, 20, o governo comunicou o repasse de R$ 102 milhões para normalizar os serviços.

“Sobre o serviço de passaportes, a Polícia Federal informa que foi disponibilizado na tarde de hoje, 21, o crédito e o limite orçamentário referente às atividades de controle migratório e emissão de documentos de viagem”, informou a PF, em nota.

A partir desse repasse, destacou a PF, será reiniciado o processo de confecção das cadernetas, “sob responsabilidade da Casa da Moeda”.

“No período de suspensão, foram represados cerca de 175 mil pedidos, que passarão ser processados na ordem cronológica das solicitações.”

A PF assinalou que vai trabalhar em parceria com a Casa da Moeda “para que haja normalização da emissão de passaportes o mais breve possível”.


Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais