Brasil

PF deflagra Leviatã, nova fase da Lava Jato no STF

A Polícia Federal (PF) deflagrou na data de hoje a Operação Leviatã, que tem como objetivo o cumprimento de seis mandados de busca e apreensão expedidos pelo Ministro Edson Fachin do Supremo Tribunal Federal, referentes à inquérito instaurado a partir de provas obtidas na Operação Lava Jato.

Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro (RJ), em Belém (PA) e Brasília (DF), nas residências dos investigados e escritório de trabalho.

Segundo nota da PF, esta fase da operação investiga pagamento de propinas por empresas integrantes do consórcio responsável pela construção da hidrelétrica de Belo Monte. A propina teria sido paga a dois partidos políticos, segundo a PF. De acordo com o jornal O Globo e o portal G1, esses partidos políticos são PT e PMDB.

A PF também informa que, entre os alvos da operação desta quinta-feira, estão o filho de um senador – com mandato em exercício – e também um ex-senador ligado ao mesmo grupo político. Entre as acusações estão os crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Não haverá coletiva de imprensa para dar mais detalhes sobre o caso, ao contrário de fases anteriores da Lava Jato. O inquérito que investiga o caso corre em segredo de Justiça.