Finanças

Petróleo opera em alta, à espera do DoE

Os contratos futuros de petróleo operam em alta nesta manhã, impulsionados pela estimativa de queda de estoques semanais da commodity nos Estados Unidos, relatada pelo American Petroleum Institute (API, uma associação de refinarias). A expectativa é que os números oficiais do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês), que saem às 12h (de Brasília), consolidem essa tendência.

No final da tarde de ontem, o API estimou que os estoques de petróleo dos Estados Unidos tenham recuado 5,8 milhões de barris na semana passada. Os estoques de gasolina, por sua vez, teriam caído 5,7 milhões de barris na semana. Os de destilados, por outro lado, teriam subido 400 mil barris.

O estudo do API é considerado uma prévia do indicador oficial do DoE. Analistas ouvidos pela Dow Jones Newswires preveem que os estoques semanais tenham tido queda de 2,5 milhões de barris na semana passada, enquanto os de gasolina teriam recuado 1,4 milhão de barris.

Às 9h45, o barril do Brent para setembro subia 1,51%, para US$ 48,51 na Intercontinental Exchange (ICE). O contrato do WTI negociado na New York Mercantile Exchange (Nymex) avançava 1,60%, para US$ 45,85. Fonte: Dow Jones Newswires.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

Mundo Petróleo