Economia

Petróleo fecha sem direção única, com divulgação de estoques e tensões EUA-Irã

Os contratos futuros de petróleo encerraram esta terça-feira sem direção única, com investidores à espera da divulgação dos estoques americanos do óleo, que ocorre amanhã, e de olho mas tensões entre Estados Unidos e Irã, aprofundadas após a libertação do petroleiro do país persa.

O petróleo do tipo WTI para entrega em outubro negociado na New York Mercantile Exchange (Nymex) caiu 0,02%, para US$ 56,13 o barril. Já o petróleo Brent para o mesmo mês na Intercontinental Exchange (ICE) teve ganho de 1,87%, a US$ 59,74 o barril.

Hoje, ainda, venceu o contrato do petróleo WTI com vencimento para setembro, que fechou em alta de 0,23%, a US$ 56,34 o barril.

Os mercados aguardam a divulgação dos estoques de petróleo em território americano, cuja prévia será divulgada na tarde desta terça pelo American Petroleum Institute (API). Os dados oficiais serão publicados na quarta de manhã, pelo Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) do país. O anúncio dos dados deve se tornar um driver mais claro para as cotações.

Além disso, sem novidades nas divergências comerciais entre EUA e China, investidores monitoram as tensões da Casa Branca com o Irã. Após a libertação do petroleiro iraniano pelo governo de Gibraltar, Washington pressiona outros países para que não autorizem aporte do navio em seu território.

“Após a libertação do petroleiro iraniano pelas autoridades britânicas em Gibraltar, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, criticou duramente esta decisão. Consequentemente, o Irã alertou os EUA em relação à captura do navio, ameaçando graves consequências se o fizesse”, analisa Carsten Fritsch, do Commerzbank, em relatório divulgado a clientes. /Com informação da Dow Jones Newswires.

Tópicos

Petróleo