Economia

Petróleo fecha em alta impulsionado por expectativas de recuo da oferta

Os contratos futuros do petróleo fecharam em alta nesta sexta-feira, 24, com o barril negociado em Nova York registrando o maior nível em dois anos, em meio a expectativas de redução da oferta.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo WTI para janeiro fechou em alta de US$ 0,93 (+1,60%), a US$ 58,95 por barril, no maior nível desde junho de 2015. Já na Intercontinental Exchange (ICE), em Londres, o barril do Brent para o mesmo mês avançou US$ 0,31 (+0,48%), para US$ 63,86.

O petróleo avançou pela quarta sessão seguida, e hoje os investidores focaram na interrupção das atividades de um grande centro de distribuição em Oklahoma, nos Estados Unidos.

Os contratos vêm sendo beneficiados nas últimas semanas por expectativas de recuo da oferta global, enquanto se aproxima a reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), em Viena, onde os membros discutirão a extensão do acordo para cortar a produção.

Além disso, o governo americano informou nesta semana que os estoques de petróleo caíram mais na semana passada do que o esperado por analistas do mercado. Também na América do Norte houve o fechamento do oleoduto Keystone, da TransCanada, que é um dos maiores entre o Canadá e os EUA.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Esqueça o 7 a 1: idade do seu cão pode ser muito maior do que você imagina
+ Receitas fáceis com abóbora: saiba como preparar cada tipo
+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cantora Patricia Marx se assume lésbica aos 46 anos de idade
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior

Tópicos

Petróleo