Finanças

Petróleo fecha em alta, de olho nos sinais do setor nos EUA

O petróleo fechou em alta nesta segunda-feira, 3. Após oscilar perto da estabilidade mais cedo, a commodity avançou, beneficiando-se do otimismo neste pregão e também de olho nos sinais do setor nos Estados Unidos.

O petróleo WTI para agosto fechou em alta de 2,24%, a US$ 47,07 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para setembro avançou 1,87%, a US$ 49,68 o barril, na ICE.

O contrato do WTI subiu pela oitava sessão, em sua sequência positiva mais prolongada desde a alta durante dez sessões encerrada em 6 de janeiro de 2010, segundo dados da agência Dow Jones Newswires. Hoje, os preços foram beneficiados pelo primeiro recuo no número de poços e plataformas em atividade em 24 semanas nos EUA, informado na sexta-feira pela Baker Hughes. Além disso, dados recentes mostraram uma queda na produção semanal da commodity no país.

O avanço do petróleo é uma forte reação na comparação com o mês passado, quando os preços atingiram mínima em dez meses nos EUA e o Brent atingiu seu patamar mais fraco desde novembro. O petróleo chegou a entrar no chamado bear market em junho, caracterizado por uma queda de 20% na comparação com um pico recente, nesse caso de janeiro.

Na avaliação de John Kilduff, da Again Capital, os investidores especulam se não houve um movimento para baixo excessivo no mercado do petróleo. Com o recuo no número de poços e plataformas em atividade nos EUA, especula-se se o preço do barril não tenha ficado excessivamente baixo para alguns produtores, o que poderia levar a uma redução na oferta. O analista Gao Jian, da SCI International, porém, disse que o mercado continua com excesso de oferta. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tópicos

Petróleo