Finanças

Petróleo fecha com alta de mais de 5%, impulsionado por dados de estoque dos EUA

Os contratos futuros de petróleo encerraram o pregão desta quarta-feira, 6, em forte alta, impulsionados pelo recuo inesperado dos estoques da commodity bruta nos Estados Unidos na semana passada.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo WTI para maio fechou em alta de 5,18% (US$ 1,86), a US$ 37,75 por barril. Na IntercontinentalExchange (ICE), em Londres, o Brent para junho subiu 5,20% (US$ 1,97), para US$ 39,84 por barril.

Pela manhã, o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) informou que os estoques norte-americanos de petróleo bruto caíram 4,937 milhões de barris na semana encerrada em 1º de abril, ante previsão de alta de 3,3 milhões, de acordo com o Wall Street Journal.

O declínio foi o maior para esta mesma semana do ano desde 1997, de acordo com o Bespoke Investment Group, e alimentou as apostas de que a demanda de energia nos EUA está se recuperando.

Por sua vez, os estoques de gasolina subiram 1,438 milhão de barris, ante recuo estimado de 1,5 milhão de barris. Já as refinarias usaram cerca de 16,4 milhões de barris por dia em media, alta de 199 mil barris ante a semana anterior. A capacidade operacional das refinarias subiu de 90,4% para 91,4%.

“O dado das refinarias e de gasolina, em particular, alimenta as apostas favoráveis ao petróleo, já que indicam que a demanda do consumidor final está aumentando às vésperas do verão”, disse Bob Yawger, diretor de negociação da Mizuho Securities. “As refinarias estão, definitivamente, usando mais petróleo que na semana anterior.” Fonte: Dow Jones Newswires

Tópicos

Petróleo