Economia

Petrobras economiza US$ 30 milhões em nova técnica de perfuração de poço

A Petrobras afirma que no início deste mês de julho concluiu a construção do poço submarino 7 GLF 49H ESS, no campo de Golfinho, na Bacia do Espírito Santo. Em comunicado, a estatal explica que foi o primeiro poço do pós-sal construído com a aplicação do conceito “True One Trip Ultra Slender” (TOTUS), para simplificar e reduzir o tempo gasto nas etapas de perfuração e completação, resultando na conclusão na metade do tempo – em 44 dias ante média histórica do campo de 96 dias, e com redução de custo de cerca de 50%, equivalente a US$ 30 milhões.

“A Petrobras pode aplicar esse novo conceito em seus novos poços, em diversos campos maduros
do pós-sal, no período de 2021 a 2025, com potencial de redução de custo entre US$ 20 – 35 milhões por poço”, diz em nota.

O conceito TOTUS, desenvolvido e patenteado pela Petrobras, poderá ser utilizado em determinados campos maduros do pós-sal onde as características geológicas e de reservatório favorecem sua aplicação, ainda conforme a empresa. A perfuração do poço ocorre em três fases (“Ultra Slender”) e a completação (superior e inferior) é instalada numa manobra única (“True One Trip”), contra quatro ou cinco fases de perfuração e duas ou mais manobras para instalar a completação no processo tradicional.

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?