Economia

Petrobras assina com Gerdau 1º contrato para suprimento de gás no ambiente livre

Petrobras assina com Gerdau 1º contrato para suprimento de gás no ambiente livre

Prédio da Petrobras no Rio de Janeiro


RIO DE JANEIRO (Reuters) – A Petrobras assinou um acordo com a Gerdau para fornecer gás natural à unidade da companhia em Ouro Branco (MG), no primeiro contrato fechado pela petroleira no ambiente livre de comercialização, em meio à abertura do mercado.

Em nota à imprensa, a Petrobras informou que o início do fornecimento está previsto para ocorrer em 1º de janeiro de 2022. No entanto, não informou valores ou os volumes a serem negociados com a siderúrgica.

“Esta celebração representa a primeira migração contratual de um cliente do mercado cativo para o mercado livre e um marco no processo de abertura do mercado de gás natural”, disse a Petrobras em nota.

O fornecimento à Gerdau deverá ocorrer ainda após a celebração de contrato de serviço de distribuição entre a Gerdau e a respectiva companhia distribuidora local, em consonância com a evolução legal e regulatória do mercado de gás natural de Minas Gerais, disse a petroleira.

No Brasil, historicamente, os agentes contratam o gás a ser consumido por meio de distribuidoras, que em sua maioria compram o insumo da Petrobras.

Mas o governo vem trabalhando para que haja maior flexibilidade, permitindo a negociação direta com produtores, como forma de ampliar a competição, investimentos e eventualmente reduzir preços.

A Petrobras acrescentou que o contrato faz parte da carteira de novos produtos lançados em 2021, que oferece aos seus clientes novas condições comerciais, possibilitando-lhes uma melhor gestão de seu portfólio de compras de gás.

O contrato acordado representa a indexação de um mix de produtos, com vigência até 2025.

“O acordo direto, entre a Petrobras e a Gerdau, materializa a orientação da Petrobras de ir ao encontro dos objetivos do consumidor, ofertando novos produtos e soluções comerciais aderentes às necessidades dos clientes”, disse em nota o diretor de Refino e Gás Natural da Petrobras, Rodrigo Costa.

Também na nota, o gerente-geral de Suprimentos da Gerdau, Vinicius Moura, afirmou que a parceria com a estatal “coroa a estratégia da Gerdau de buscar o desenvolvimento e suprimento do mercado de gás no Brasil”.

“Entendemos que com o mercado desenvolvido, mais players seguirão na mesma direção e novas oportunidades surgirão”, completou.

A Gerdau é associada à Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace), que lançou na semana passada uma chamada pública para a contratação direta de gás com produtores.

O volume total da chamada pública soma 6,3 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d) de gás natural, com contratos a partir de 2022, afirmou à Reuters na ocasião o gerente de Gás Natural da entidade, Adrianno Lorenzon. Participam da chamada cerca de 15 agentes associados à Abrace.



No mês passado, a petroleira a anglo-holandesa Shell tornou-se a primeira petroleira privada a vender gás do pré-sal direto a uma distribuidora, após contrato fechado com a pernambucana Copergás.

 

(Por Marta Nogueira)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH8C0VG-BASEIMAGE

Veja também
+Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, revela que fez cirurgia na vagina
+ Vídeos mostram pessoas preparando saladas com Cheetos no TikTok
+ Mulher e filho de Schumacher falam sobre saúde do ex-piloto
+ Carvão “gourmet” que não suja as mãos vira meme nas rede sociais; ouça
+ Mãe encontra filho de 2 anos morto com bilhete ao lado ao chegar em casa
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago