Farol ISTOÉ

Petista perde aposentadoria, mas ficou barato

Crédito: Roosewelt Pinheiro/Agência Brasil

O ex-presidente da Petrobras nos governos do PT, José Sérgio Gabrielli, teve a aposentadoria cassada de professor da Universidade Federal da Bahia. Tudo porque respondia a um processo administrativo após uma auditoria feita pela Controladoria Geral da União (CGU) ter constatado que ele estava diretamente envolvido no caso do escândalo da compra da Refinaria de Pasadena (EUA) em 2006.

A Petrobras foi altamente lesada nessa aquisição, que resultou num prejuízo de US$ 659,4 milhões (R$ 2,7 bilhões) e Gabrielli era o presidente da estatal à época. A cassação de sua aposentadoria foi publicada no Diário Oficial da União no último dia 20, em decisão proferida pelo ministro da CGU Valmir Gomes Dias.

No fundo, no fundo, a perda da aposentadoria ficou barata para Gabrielli. Afinal, a compra de Pasadena – uma refinaria sucateada e enferrujada – foi um péssimo negócio para o Brasil e até hoje ainda não foi concluído um inquérito para a punição dos petistas que provocaram mais esse escândalo envolvendo a Petrobras. Muita coisa ainda está debaixo do tapete no mar de lama da corrupção petista na estatal do petróleo.