Agronegócio

PES estima safra 2017/18 de laranja em 385,20 mi de caixas, alta de 57%

São Paulo, 11/12 – A terceira Pesquisa de Estimativa de Safra (PES) de laranja 2017/18 no parque comercial citrícola de São Paulo e Minas Gerais, divulgada nesta segunda-feira, 11, apontou uma produção de 385,20 milhões de caixas (de 40,8 quilos). O volume é 2,98% maior do que as 374,06 milhões de caixas do segundo levantamento, divulgado em setembro, e 57% superior ao total de 245,31 milhões de caixas do encerramento da safra 2016/2017.

Segundo o Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus), o balanço positivo pode ser atribuído às chuvas acima da média histórica no início da safra. Além do clima, a intensificação do manejo nutricional e fitossanitário dos pomares também foi um fator positivo.

Os frutos colhidos de todas as variedades nesta safra estão com peso médio acima da projeção inicial. A expectativa em maio/17 era a de que cada fruto chegasse à colheita pesando em média 154 gramas, porém, em setembro/2017, o peso unitário passou para 158 gramas e já está em 162 gramas.

A colheita da variedade pera rio atingiu 89%. Os dados mostram crescimento do tamanho de fruto, como a da valência e da valência folha-murcha, que está em 58%, e a da natal, em 50%.

O levantamento é feito pelo Fundecitrus em parceria com a Markestrat, a Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto (SP) e o Departamento de Estatística da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Jaboticabal (SP).

A estimativa é considerada oficial para a safra de laranja na região brasileira, principal polo mundial produtor de suco, e tem a chancela da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo e do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), órgão correspondente ao Ministério da Agricultura norte-americano.

O próximo levantamento será divulgado em 15 de fevereiro