Geral

Pernambuco registra 43 denúncias de “agulhadas” durante o Carnaval

Crédito:  Reprodução/TV Paraíba/Arquivo)

Em 2018, a Festa de São João de Campina Grande (PE) também registrou casos de "agulhadas" (Crédito: Reprodução/TV Paraíba/Arquivo))

O Carnaval em Pernambuco foi marcado por 43 denúncia de pessoas que afirmam ter levado “agulhadas” durante a folia. Os dados são da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) e foram divulgados nesta terça-feira (25). As informações são do Jornal de Pernambuco.

Segundo a  Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), por meio do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância à Saúde, até o domingo (23) ao menos 23 pessoas foram furadas por agulhas em festas de carnaval no Recife e Olinda. Dos 23 casos, 15 são do sexo feminino e oito do sexo masculino.

LEIA TAMBÉM: Festa de São João de Campina Grande termina com 61 feridos por agulhas

As vítimas foram orientadas a realizar o monitoramento de possíveis infecções no Serviço de Atenção Especializada (SAE) do Hospital Correia Picanço, na Tamarineira, ou nos municípios de residência. Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde informou que os índices de transmissão por meio de picadas com agulhas infectadas são considerados baixos, em média 0,3% para HIV.

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ Maria Zilda relembra como soube que Ary Fontoura era gay: “A coisa mais incrível que já ouvi”
+ Rafa Kalimann ensina receita de palha italiana; veja o vídeo
+ Juliana Caetano, do Bonde do Forró, fala sobre proposta de 500 mil reais que recebeu
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior