Esportes

Pensando em pagar salários do Santos, Rollo fala de proposta por Soteldo e ‘vaquinha’ online

Presidente do Santos explicou como está 'matando um leão por dia' para quitar dívidas do clube, tirar processos na Fifa e ainda pagar vencimentos dos atletas 

Pensando em pagar salários do Santos, Rollo fala de proposta por Soteldo e ‘vaquinha’ online

O Santos vem buscando alternativas para tentar minimizar os impactos financeiros adquiridos com gestões anteriores. Agora sob comando do presidente Orlando Rollo, que entrou no lugar do afastado José Carlos Peres, a intenção é concretizar algumas propostas, como a venda de Soteldo para o Huachipato, do Chile, para dar condições ao próximo mandatário.

– A gente não tem dinheiro. Temos R$ 3,2 milhões livres, que não pagam nem folha salarial. A gente tinha a ideia de negociar o Soteldo com o mundo árabe para receber esses valores para quitar os salários, mas começamos a ponderar algumas questões econômicas dessa transação, como o fato de que se a gente não passasse os 50% integrais que o Huachipato tem direito (caso ele fosse vendido ao Al-Hilal), a gente teria que pagar uma multa de 700 mil dólares e estaria sujeito a um segundo processo na Fifa. A gente tem que pensar também como gestor para dar uma condição boa para o próximo presidente – iniciou ele em entrevista coletiva nesta manhã.

– A gente venderia o atleta e não ficaria com o dinheiro. Então, a nossa proposta substitutiva, a gente encara como menos pior, porque a gente zera esse processo da Fifa, paga a dívida com o atleta e, para o mês que vem, vai atrás de receitas. A gente diminuindo esse segundo processo, a gente anda à frente. O Santos está voltando a pegar credibilidade no mercado e aumenta as chances de trazer receitas para o clube. Cuca, jogadores e comissão estão cientes da atual condição financeira do Santos. Estamos matando um leão por dia. Vamos tirar o Huachipato da frente, aí o próximo leão que a gente vai matar é a folha salarial, que a gente tem que cumprir e honrar.

A proposta substitutiva a que ele se referiu é a do Huachipato por Soteldo, que foi encaminhada na noite da última terça-feira. Caso seja confirmada pelo Conselho Deliberativo, na negociação, o Huachipato voltaria a ter Soteldo de forma integral, cedendo-o por empréstimo ao Peixe, a princípio até o fim da temporada. O Santos seguiria tendo 10% de participação em uma futura venda do seu camisa 10 e, ainda, derrubaria dívida de 3,4 milhões de dólares (R$ 19 milhões na cotação atual) pelo não pagamento por parte do Peixe na aquisição do venezuelano, no início de 2019, e quitariam uma pendência de R$ 1,2 milhão que o Alvinegro possui diretamente com o atleta.

Além dessa alternativa de “respiro” aos cofres santistas, outra solução será o lançamento de uma “vaquinha” online, que terá início amanhã (22), conforme assegurou Rollo.

– Em menos de 24 horas, possivelmente amanha pela manhã, entrará no ar uma grande operação: o financiamento coletivo, vaquinha virtual, chamada ‘Virada Santista’. Pretendemos arrecadar R$ 500 mil nessa primeira fase, exclusivamente para pagarmos as dívidas relacionadas aos processos da Fifa. Para isso, vamos poder contar com o apoio de todos os santistas. A gente precisa muito desse apoio – finalizou.

*Sob supervisão de Vinícius Perazzini.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel