Artigos

Peng Shuai, a estrela do tênis que incomoda o governo chinês

Peng Shuai, a estrela do tênis que incomoda o governo chinês

A tenista Peng Shuai - AFP


A tenista Peng Shuai, de 35 anos e que denunciou publicamente o ex-vice-primeiro-ministro chinês Zhang Gaoli de agressão sexual, é uma das principais estrelas esportivas da China e ex-número um mundial do ranking de duplas.

Em novembro, depois de publicar nas redes sociais uma mensagem em que acusava o dirigente comunista de tê-la “forçado” a fazer sexo durante uma relação de vários anos, a atleta não apareceu em público durante quase três semanas.

A inquietação sobre seu paradeiro deu a volta ao mundo e, em 21 de novembro, ela reapareceu em um restaurante de Pequim durante um torneio de tênis na capital chinesa, segundo vídeos publicados pela imprensa oficial. Ela também participou em uma videoconferência com Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), entidade que garantiu nesta quinta-feira que voltou a falar com a atleta.

Peng se tornou uma referência do esporte na China depois de conquistar, em parceria com a taiwanesa Hsieh Su-wei, os torneios de duplas de Wimbledon (2013) e Roland Garros (2014).

Após a vitória em Paris, as duas permaneceram 20 semanas na liderança do ranking mundial de duplas.

No mesmo ano, Peng Shuai também conseguiu o melhor resultado em um Grand Slam de simples ao alcançar as semifinais do Aberto dos Estados Unidos.

Em sua carreira, ela conquistou 23 torneios WTA de duplas e dois de simples, com uma premiação de quase 10 milhões de dólares.

Em agosto de 2018, Peng foi suspensa do circuito durante seis meses e multada em 10.000 dólares por tentar afastar Hsieh como sua parceira de duplas no torneio de Wimbledon em 2017 após o prazo de inscrição.

O órgão de integridade do tênis a acusou de “coação” e de oferecer “uma recompensa financeira” a Hsieh se ela fosse embora.

As duas, no entanto, voltaram a jogar juntas.

Atualmente, Peng é tenista número 191 no ranking de duplas e não disputa um torneio WTA desde o Aberto do Catar em fevereiro de 2020, pouco antes da pandemia interromper as competições durante quase cinco meses.

– Problema cardíaco –

Peng nasceu em janeiro de 1986 em Xiangtan, na província central de Hunan, onde seu pai era policial.

A cidade também é o berço do fundador da República Popular da China, Mao Tsé-Tung.

De acordo com a imprensa local, ela cresceu em uma “família comum” e começou a jogar tênis com oito anos graças a um tio, ex-treinador da modalidade.

Sua carreira quase foi interrompida prematuramente quando os médicos diagnosticaram um problema cardíaco quando ela tinha apenas 12 anos.

Apesar da preocupação da família, ela decidiu operar nesta idade porque, afirmou, “amava muito o tênis”.

Peng Shuai viajou sozinha aos Estados Unidos com 15 anos para aperfeiçoar o treinamento, equipada apenas com um dicionário eletrônico.


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua