Esportes

Pelé volta a ser internado para seguir tratamento contra o câncer

O ex-craque Pelé, de 81 anos, está internado em São Paulo desde segunda-feira como parte do tratamento para câncer de cólon que foi descoberto em setembro passado, informou nesta terça-feira o centro médico que o trata.

As “condições clínicas” de Edson Arantes do Nascimento “são boas e estáveis, e a alta hospitalar deve acontecer nos próximos dias”, informou o Hospital Israelita Albert Einstein em um comunicado.


Considerado por muitos o melhor jogador da história, o ‘Rei’ terá que ir à clínica pelo menos uma vez por mês para realizar exames e seguir o tratamento de quimioterapia contra o tumor no cólon que foi detectado em setembro, conforme disse sua família.

O único jogador tricampeão mundial (1958, 1962 e 1970) ficou duas semanas internado em fevereiro devido a uma infecção urinária que foi constatada quando ele havia feito sua consulta regular.

Até esta semana, aquela ocasião havia sido a última internação na clínica relatada pelas assessorias de imprensa do ex-jogador e do Albert Einstein.

Embora Pelé tenha permanecido ativo em suas redes sociais, ele não voltou a publicar imagens recentes suas.

No entanto, após a detecção do tumor, o lendário ex-jogador brasileiro e sua família destacaram seu “bom” estado de saúde, que nos últimos anos enfrentou vários problemas.

Antes do diagnóstico no cólon, quando ficou internado por um mês, entre agosto e setembro de 2021, o ex-craque do Santos e da seleção brasileira foi internado em Paris em 2019 e transferido para São Paulo para retirar uma pedra nos rins.

Em 2014, o ex-camisa 10 foi internado em uma unidade de tratamento intensivo devido a uma infecção urinária que o obrigou a fazer diálise no rim esquerdo, após o direito ter sido retirado nos anos 70 devido a uma lesão quando ainda era jogador.

Ele também teve problemas no quadril que reduziram sua mobilidade e o obrigaram a usar uma cadeira de rodas.

raa/cl/aam





Tópicos

BRA fbl Pelé