Esportes

Pela liderança, Atlético-MG tenta vencer Cerro pela primeira vez no Mineirão


O Atlético-MG vai enfrentar o Cerro Porteño nesta terça-feira, às 19h15, em duelo que vale a liderança do Grupo H da Copa Libertadores. Mas, para roubar a ponta do rival, o clube brasileiro terá que encerrar o jejum de nunca ter vencido os paraguaios no Mineirão pelo torneio sul-americano.

São três jogos no principal estádio de Belo Horizonte. Houve empates em 1972, por 1 a 1, e em 1981, por 2 a 2. Já em 2019, o Cerro Porteño venceu por 1 a 0. O clube de Assunção, aliás, passará a ser o adversário que mais enfrentou o Atlético-MG na Libertadores. Em seis partidas, até aqui, os mineiros somam só uma vitória, contra três triunfos do Cerro e dois empates. “Tem que ter muito cuidado, ainda mais em Libertadores, porque é uma competição que é uma delícia, mas é muito perigosa. Temos que estar ligadaços”, alertou o técnico Cuca.

Vindo de vitória, por 2 a 1, sobre o lanterna América de Cali, o Atlético ficou na vice-liderança com os mesmos quatro pontos do Cerro, que leva vantagem no saldo de gols (2 a 1). Na rodada passada, o líder empatou sem gols com o La Guaira. Os dois primeiros colocados avançam, enquanto o terceiro do grupo vai disputar as oitavas da sul-americana.

No Atlético, Cuca não poderá contar com Matías Zaracho, que sofreu uma lesão ligamentar no tornozelo direito, e nem com Nathan, expulso na rodada passada. Tchê Tchê e Nacho Fernández têm vagas garantidas no meio-campo. O outro espaço deve ser ocupado por Allan, mas Hyoran, Alan Franco e Dylan Borrero também brigam pela posição.

“O Zaracho está machucado. O Jair está voltando de transição. O Alan Franco é um segundo volante, que às vezes faço ele de meia, que às vezes priorizo ele como primeiro volante. Mas eu gosto de saída de bola com construção. Mas já falei que vou corrigir, sem achar um culpado para nada e, sim, com trabalho”, explicou Cuca.


+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ ‘Raça de víboras’: Andressa Urach critica seguidores que não acreditam em sua fé
+ “Fama e dinheiro vem cheio de desgraça”, desabafa Pedro Scooby



No Cerro Porteño, o técnico Arce usou força máxima no clássico contra o Olímpia pelo Campeonato Paraguaio e conseguiu a vitória por 2 a 0. A base desse duelo deverá enfrentar o Atlético. O goleiro Jean, que não foi inscrito no Nacional, volta a ser titular, assim como o meia Enzo Giménez e o atacante Boselli, poupados.

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS