Mundo

Pedro Sánchez veta líder do Podemos como vice do governo espanhol

Pedro Sánchez veta líder do Podemos como vice do governo espanhol

Pedro Sánchez (E) e Pablo Iglesias - AFP/Arquivos

O socialista Pedro Sánchez vetou nesta quinta-feira Pablo Iglesias, líder da esquerda radical do partido Podemos, como vice-presidente de seu futuro governo na Espanha, apesar de precisar de seus votos no Parlamento.

Vencedor das legislativas de 28 de abril sem maioria absoluta, Sanchez estava negociando com Iglesias durante as últimas semanas.

Seu objetivo era articular uma maioria com Podemos e outros partidos, para poder tomar posse na semana que vem no Parlamento.

No entanto, as conversas fracassaram com a pretensão de Iglesias de entrar como vice-presidente de um executivo de coalizão, além de obter alguma pasta, como Finanças ou Trabalho.

Com seus 123 deputados socialistas na câmara baixa (de um total de 350), juntamente com os de vários partidos regionais, Sanchez não tem apoio suficiente no momento para ser investido na terça-feira, na primeira votação, ou na quinta-feira, na segunda.

Na segunda votação, bastariam mais votos a favor do que contra, enquanto as abstenções contariam a seu favor.

Sanchez, de qualquer modo, prefere não depender dos votos dos separatistas catalães.

Por esta razão, ele pediu uma abstenção improvável na quinta-feira do conservador Partido Popular e dos liberais do Ciudadanos, a segunda e terceira forças parlamentares, respectivamente.