O Dia

Pedreiro tem pênis atingido por ácido; ex é suspeita

Segundo os policiais, o homem relatou que a ex-namorada jogou o material abrasivo enquanto ele dormia.

Um pedreiro de 45 anos teve seu pênis atingido por ácido na última quarta-feira (6) em Ribeirão Preto. Segundo o UOL, a principal suspeita de cometer o crime é a ex-namorada da vítima. O homem foi salvo pelo vizinho que o levou para o hospital para avaliação do comprometimento do órgão. A vítima segue internada sem previsão de alta.

Segundo os policiais, o homem relatou que a ex-namorada jogou o material abrasivo enquanto ele dormia. Segundo boletim de ocorrência, o órgão ficou “derretido, sem pele e com danos visíveis”.

A suspeita pode responder por lesão corporal, com pena prevista de três meses até um ano. Até o momento, a mulher segue foragida.