Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

Perguntado em entrevista coletiva após se classificar para mais uma final de Roland Garros sobre se trocaria seu 14º título em Paris por um pé novo, o espanhol Rafael Nadal não hesitou: “Sem dúvida, prefiro perder a final”.

Nadal sofre de uma doença “degenerativa e incurável” em um dos ossos do pé esquerdo que provoca episódios de fortes dores.

“Um pé novo me permitiria ser mais feliz em minha vida diária”, respondeu o espanhol, que se tornou finalista de Roland Garros pela 14ª vez com o abandono por lesão de seu adversário na semifinal, o alemão Alexander Zverev.

“Ganhar é muito bonito e aumenta a adrenalina, mas é momentâneo e depois você tem que continuar vivendo”, acrescentou o tenista, que nesta sexta completou 36 anos.

“Tenho uma vida pela frente e no futuro adoraria praticar esportes amadores com meus amigos”, continuou Nadal.

“Minha felicidade está à frente de qualquer título”, finalizou.

mcd/dam/cb