Geral

PE: Mulher é sequestrada e tem tortura transmitida em live para cobrar resgate

Crédito: Divulgação/Polícia Civil de Alagoas

Uma mulher foi sequestrada na cidade de Ibimirim, no sertão de Pernambuco, e teve momentos de tortura transmitidos ao vivo pela internet para que sequestradores cobrassem resgate da família. As informações são do UOL.

Na manhã desta quarta-feira (13), uma operação em conjunto das polícias Civil de Pernambuco e de Alagoas encontrou o cativeiro em que ela estava presa em Arapiraca, no agreste alagoano.

Além da live, os sequestradores registraram as agressões em vídeos que foram enviados ao namorado da vítima como forma de pressionar a família a pagar um resgate de R$ 15 mil.

“Por volta das 10h do domingo (10), estava de plantão em Arcoverde quando começamos a receber vídeos e ligações de uma senhora que queria denunciar o sequestro. As imagens mostravam as torturas de uma jovem. Fizemos diligências preliminares e percebemos que o caso era verdadeiro”, disse o delegado de Ibimirim, Alexandre Barros.

Segundo o delegado, os suspeitos utilizavam vários cativeiros, o que dificultou a ação da polícia. A mulher foi sequestrada em represália ao seu namorado, que possuía uma dívida com o tráfico de drogas. De acordo com a investigação, um grupo de traficantes resolver aprisionar a vítima para forçar o pagamento dessa dívida.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

O grupo exigiu um pagamento de R$ 5 mil em dinheiro e outros R$ 10 mil em transferência bancária. A investigação identificou o número da conta e o seu dono, que também será investigado.

Após troca de informações entre as polícias de Alagoas e Pernambuco, foi possível identificar a localização do cativeiro. A mulher estava debilitada e precisou ser atendida por uma unidade do Samu, mas seu estado de saúde é estável.

Três homens foram presos na ação. Com eles, foram apreendidos uma pistola, três revólveres, celulares, drogas e vários cartões de banco.

Segundo o delegado de Arapiraca, Felipe Caldas, as investigações devem continuar, pois três outros suspeitos participaram do crime, dando apoio em Maceió. Eles ainda não foram identificados.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel