Geral

PCC compra imóveis para famílias de presos e frauda saque do FGTS

Crédito: Pixabay

Dezesseis apartamentos foram comprados pela célula chamada “setor CDHU” do PCC (Primeiro Comando da Capital) para ajudar familiares de presos que fazem parte da facção criminosa. As informações são do UOL.

Além disso, a célula também planejou a criação de um “call center” para fraudar o serviço de saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). CDHU é uma menção direta à Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano de São Paulo.


Um relatório do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), do MP-SP (Ministério Público de São Paulo), mostra que a facção gastou R$ 149.418,49 com pagamentos de parcelas e manutenção de apartamentos.





Tópicos

imóveis PCC presos