Esportes

Paulo Victor admite erros em 2019 e vê pressão por titularidade no gol do Grêmio

O Grêmio está próximo de contratar o goleiro Vanderlei, que perdeu espaço no Santos no ano passado, para a temporada de 2020 e briga pela titularidade da posição promete ser acirrada. Paulo Victor, o atual titular, admitiu nesta terça-feira os erros que cometeu em 2019, especialmente em partidas importantes, mas disse que não irá fugir disso e comentou que é preciso ser forte para sobreviver no futebol.

“O status do jogador brasileiro muda muito de um ano para o outro. Um ano você começa como herói, mas pode terminar criticado. Tem que trabalhar, até porque quem decide quem joga é o treinador. A gente tem que ser forte para sobreviver no futebol. Cometi erros no passado e não posso fugir deles, mas também tenho que pensar no lado positivo. Entre os goleiros titulares no Brasileirão, fui menos vazado”, disse Paulo Victor, em entrevista coletiva no CT Luiz Carvalho, em Porto Alegre.

“A gente sabe que no futebol brasileiro funciona desta maneira. Eu cheguei em 2017, o Júlio (César), em 2019, e provavelmente teremos alguém em 2020 e 2021. Eu tive o prazer de atuar em clubes com torcidas imensas, que são Flamengo e Grêmio. Eu quero ter essa pressão para o resto da minha vida”, declarou o goleiro sobre a iminente contratação de Vanderlei.

Paulo Victor revelou ainda que as críticas o incomodam e que é preciso buscar forças para reagir. “Tenho mais três anos de contrato com o Grêmio e não estou aqui de favor. Eu não fui contratado para ser titular, mas sim para buscar a titularidade. Para viver em um grande clube é difícil, mas é preciso aceitar esta cobrança”, disse o jogador, prevendo o seu futuro.

“Estou com 33 anos de idade e quero jogar por mais quatro ou cinco anos. Espero que seja em grandes clubes”, completou o goleiro gremista.