ISTOÉ Gente

Paula Fernandes apoia Sérgio Reis e mantém parceria musical: ‘Respeito’

Crédito: Reprodução/Instagram

Paula Fernandes e Sérgio Reis (Crédito: Reprodução/Instagram)

Após diversos artistas se posicionarem contra Sérgio Reis devido o vazamento de um áudio em que o cantor surge fazendo críticas ao Supremo Tribunal Federal e a defesa do chamado “voto impresso”Paula Fernandes decidiu manter sua participação no novo trabalho de Reis.

“Paula foi convidada, pelo Sérgio Reis, a fazer parte do projeto dele no começo de 2021. Gravou voz da sua participação em estúdio (a distância) e enviou para a produção logo após o convite. Sim, Paula segue confirmada”, disse a assessoria da cantora ao portal G1.


Segundo a equipe de Fernandes, a decisão atendeu critérios estritamente artísticos: “Paula Fernandes, quando iniciou sua carreira, convidou Sérgio Reis para participar de seu álbum ‘Canções do Vento Sul’ e gravaram juntos a música ‘Sem Você’ […] Paula tem uma enorme gratidão e respeito pela carreira musical de Sérgio Reis. Paula repudia compromissos firmados e cancelados, como já experimentou uma vez. A decisão é absolutamente artística, como sempre foram suas decisões musicais”, diz outro trecho do comunicado enviado ao veículo.

Personalidades como Maria Rita, Zé Ramalho, Guilherme Arantes, Guarabyra e Anastácia cancelaram suas participações no disco de Sérgio Reis, por não aprovarem a postura dele.

Além de Paula Fernades, outro famoso que saiu em defesa de Sérgio foi o apresentador Ratinho. “Sérgio Reis, quero dizer que você tem o meu apoio contra essa verdadeira cruzada do mal que você está sofrendo. O que eu sei é hoje o Brasil não suporta opiniões contrárias. O Sergião tá sofrendo uma perseguição sem igual”, afirmou.

No último domingo (22), o sertanejo deu uma entrevista para o “Domingo Espetacular”, da Record TV, e demonstrou arrependimento pelo vazamento de um áudio. “Eu errei, cara, quem que não erra, quem não faz uma bobagem um dia? Não me arrependo de nada, só essa frase infeliz que brinquei com um amigo e vazou, mas não é a realidade. Quero me redimir com esse povo, desculpa. Até o Supremo (Tribunal Federal), se tiver algum pedido para me prender, aceito com respeito. Eu sou democrático, sou do bem, sou doamor”, disse.