Mundo

Passagem de ciclone deixa pelo menos dois mortos na Índia

Passagem de ciclone deixa pelo menos dois mortos na Índia

O ciclone Yaas é o segundo a atingir a Índia em menos de duas semanas - AFP


O ciclone Yaas, a segunda tempestade a afetar a Índia em menos de duas semanas, tocou o solo nesta quarta-feira (26), no estado de Odisha, costa leste do país, e provocou duas mortes em Bengala Ocidental.

“O centro do potente ciclone Yaas está a 50 quilômetros ao sul-sudeste de Balasore, em Odisha”, informou no Twitter o serviço meteorológico indiana. O fenômeno atingiu a região às 3H30 GMT (0H30 de Brasília).

O governo de Bengala Ocidental anunciou que duas pessoas morreram na passagem do ciclone.

“Uma foi arrastada pelo mar e outra morreu no desabamento de sua casas no distrito de Midnapore Oriental”, disse Mamata Banerjee, primeira-ministra do estado.

O departamento meteorológico indiano anunciou a previsão de ventos de até 185 km/h e advertiu para o risco de aumento de até três metros do nível do mar.

Mais de 1,2 milhão de pessoas que vivem ao longo da costa do Golfo de Bengala foram retiradas de suas casas, de maneira preventiva, na segunda-feira e terça-feira.

As autoridades de Calcutá, a capital de Bengala Ocidental, ordenaram o fechamento do aeroporto internacional durante a maior parte da quarta-feira.

O aeroporto de Bhubaneswar, capital de Odisha, também interrompeu as atividades.

“Cada vida é preciosa”, disse o primeiro-ministro de Odisha, Naveen Patnaik, que pediu à população que “não entre em pânico” e permaneça afastada da costa.

Quase 4.800 funcionários das equipes de emergência foram mobilizados nos dois estados ameaçados, informou a Força Nacional de Resposta a Desastres.

Odisha e Bengala Ocidental estão gravemente afetados pela segunda onda de coronavírus, que matou na Índia mais de 120.000 pessoas nas últimas seis semanas e mais de 300.000 desde o início da pandemia.

Alguns dos ciclones mais violentos da história da Índia foram formados no Golfo de Bengala, incluindo um que matou 500.000 pessoas em 1970 na região que depois conquistou a independência da Índia e se tornou Bangladesh.

O ciclone mais letal registrado em Odisha matou 10.000 pessoas em 1999.



Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio