Passado de convidado para diretoria da Secom condena

Crédito: Reprodução/Redes sociais

(Crédito: Reprodução/Redes sociais)

O chefe da comunicação de Bolsonaro, Fábio Wajngarten, não dá uma dentro. Convidou Luiz Galeazzo para a Diretoria de Conteúdo e Gestão de Canais Digitais da Secom, mas ele nem chegou a assumir. Caiu depois que o deputado Alexandre Frota divulgou, nas suas redes, fotos eróticas do publicitário com duas mulheres. E de pornografia Frota entende.

Não adiantou Galeazzo espernear dizendo que as fotos eram antigas e que Frota é maldoso. A pressão da ala conservadora foi imediata, unindo pastores e deputados da bancada evangélica contra sua nomeação, forçando Wajngarten a recuar.

Mesmo assim, o chefe da Secom pensa em contratar o publicitário garanhão como consultor.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.