Mundo

Partido de Salvini suspende deputados que receberam auxílio

ROMA, 13 AGO (ANSA) – O partido de extrema direita Liga, liderado pelo senador Matteo Salvini, suspendeu dois deputados que receberam um auxílio do governo para ajudar trabalhadores autônomos durante a pandemia do novo coronavírus.   

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Elena Murelli e Andrea Dara estão entre os parlamentares italianos que obtiveram o benefício, apesar de deputados terem um salário líquido de 5,3 mil euros por mês, além de direito a reembolsos de despesas no exercício do cargo.   

Murelli, inclusive, chegou a definir o auxílio de 600 euros mensais – depois elevado para mil euros – como uma “esmola” do governo, durante um discurso na Câmara dos Deputados.   

“Depois de ter ouvido e verificado as respectivas justificativas, confirmamos a suspensão dos deputados Elena Murelli e Andrea Dara. Por mais que eles não tenham violado nenhuma lei, é inoportuno que parlamentares tenham aderido a tal medida”, disse o líder da Liga na Câmara, Riccardo Molinari.   

Dara é empresário do setor têxtil, enquanto Murelli é consultora financeira. O escândalo foi revelado pelo jornal La Repubblica, que diz que o Instituto Nacional de Previdência Social (INPS), responsável pelo pagamento, descobriu cinco parlamentares na lista de beneficiários.   

Outros veículos afirmam que são três os deputados que receberam o auxílio, mas os nomes não foram divulgados oficialmente. O presidente do INPS, Pasquale Tridico, tem audiência na Câmara marcada para esta sexta-feira (14), e espera-se que ele revele os nomes de todos os parlamentares que se beneficiaram do programa.   

Além de deputados, dezenas de vereadores, prefeitos e secretários e conselheiros regionais receberam o auxílio para autônomos. Aqueles que admitiram ter pedido o benefício alegam que não vivem de política e que necessitavam dos 600 euros para pagar as contas.   

Um deles, o ex-candidato a prefeito de Florença Ubaldo Bocci, de direita, disse ter solicitado o auxílio para “desmascarar uma lei mal feita” e destinado a quantia para “caridade”. Bocci foi postulante a prefeito indicado por Salvini e pela Liga. (ANSA).   

Veja também

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea