Mundo

Partido de Orbán perde eleição municipal em Budapeste

BUDAPESTE, 14 OUT (ANSA) – O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, sofreu neste domingo (13) sua maior derrota nas urnas desde que chegou ao poder, em 2010, e viu seu partido, o populista Fidesz, perder a capital Budapeste e 11 das 23 maiores cidades do país.   

Em 2014, nas últimas eleições municipais, a oposição havia vencido em apenas três desses centros urbanos. Com quase 100% das urnas apuradas, o candidato Gergely Karácsony, do partido de centro-esquerda ambientalista Diálogo pela Hungria (PM), tem 50,86% dos votos, contra 44,10% do prefeito István Tarlós, expoente do Fidesz.   

Karácsony conseguiu reunir uma ampla coalizão de esquerda para conquistar a capital húngara, que tem sido o principal foco de resistência contra o domínio de Orbán. “A campanha terminou, agora começa o trabalho. Eu gostaria de levar as relações entre Budapeste e o governo a um novo plano. Não estamos prontos para a guerra, mas sim para a cooperação”, disse o prefeito eleito.   

Ele também pediu mais colaboração entre os partidos que fazem oposição a Orban, já que essa pode ser a única forma de vencê-lo nas eleições legislativas de 2022. Apesar do resultado ruim nas grandes cidades, o Fidesz manteve a hegemonia nos municípios menores, especialmente em áreas rurais.   

O cenário repete ao que já se viu nas eleições municipais na Turquia, quando o partido do presidente autocrata Recep Tayyip Erdogan perdeu nas três maiores metrópoles do país, Istambul, Ancara e Esmirna, mas garantiu a vitória em mais da metade das cidades turcas.   

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

“Aceitamos o resultado. Tudo o que podemos dizer é que estamos prontos para cooperar, no interesse dos moradores do país e de Budapeste”, declarou Orbán, cujo governo é marcado pela perseguição a migrantes e refugiados e por suas tentativas de cooptar a imprensa e o poder Judiciário. (ANSA)

Veja também

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Gésio Amadeu, o Chefe Chico de Chiquititas, morre após contrair Covid-19

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?