Mundo

‘Parem de lavar privadas e voltem’, diz Maduro a migrantes


CARACAS, 28 AGO (ANSA) – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, fez nesta terça-feira (28) um chamado para que pessoas que fugiram para outros países por causa da crise voltem para suas casas.   

Segundo o mandatário, os migrantes venezuelanos viraram vítimas da “escravidão”, da “perseguição” e do “desprezo” a que são submetidos nos “países de direita”. “Deixem de lavar privadas no exterior e venham viver na pátria e amar a Venezuela”, disse.   

As declarações foram dadas durante uma cerimônia no Palácio de Miraflores, em Caracas, por ocasião do retorno de 89 pessoas que haviam fugido para o Peru. A iniciativa faz parte do “Plano Volta à Pátria”, que é patrocinado pelo governo.   

Maduro ainda afirmou que muitos venezuelanos escutaram o “canto da sereia para viver no meio da guerra econômica” e só conseguiram “racismo, desprezo e perseguição”. “Aqui nunca houve campanha xenófoba. Aqui não perseguimos colombianos nas ruas, como fazem as oligarquias colombianas e de Lima”, acrescentou.   

Desde 2015, mais de 1,6 milhão de venezuelanos fugiram para países da região, como Colômbia, Equador, Peru e Brasil, gerando a mais grave crise humanitária deste século na América do Sul. A situação já é comparada pelas Nações Unidas à emergência migratória no Mediterrâneo. (ANSA)

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago