Esportes

Paraguai lamenta empate contra o Catar e vê falhas no meio-campo

Em sua primeira partida por uma competição oficial como técnico do Paraguai, Eduardo Berizzo sentiu o gosto amargo de ver a vitória escapar após sua equipe abrir 2 a 0 – e reconheceu que o empate, por 2 a 2, com o Catar, neste domingo, no fim das contas, foi justo. O treinador argentino avaliou que sua equipe não soube trabalhar a bola, sobretudo no meio-campo, durante o duelo válido pela primeira rodada do Grupo B da Copa América.

“Quando tivemos a posse de bola não tivemos um meio-campo capaz de trabalhar com critério. Isso acabou nos custando (a vitória). O jogo escapou de nossas mãos em poucos minutos”, lamentou o treinador, logo após a partida disputada no Maracanã. “O empate foi justo, perdemos o controle do meio-campo e quando estávamos reagindo eles nos amarraram.”

Berizzo também reconheceu que o Catar fez por merecer o ponto conquistado após estar perdendo por 2 a 0 “Foi um bom rival. Sabíamos quem estávamos enfrentando”, disse o treinador.

O argentino assumiu o Paraguai em fevereiro, e desde que chegou ao Brasil para a disputa da Copa América tem repetido que sua meta não é exatamente buscar o título continental, mas sim consolidar a equipe visando as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022. Neste domingo, ao ser indagado por um jornalista sobre o empate em um jogo em que era apontado como favorito, o treinador foi direto. “Começamos um novo processo. Nenhum rival é inferior a nós.”

O Paraguai voltará a jogar pela Copa América na quarta-feira, quando enfrentará a Argentina, no Mineirão, pela segunda rodada do Grupo B.