Esportes

Para Tite, Messi é “extraterrestre” e vitória suada valoriza chegada à final

Para Tite, Messi é “extraterrestre” e vitória suada valoriza chegada à final

Lucas Figueiredo/CBF

O técnico da seleção brasileira, Tite, se mostrou feliz com a classificação para a final da Copa América ao vencer a Argentina por 2 a 0 em Belo Horizonte, mas admitiu que a equipe foi colocada em apuros pelo craque Lionel Messi.

“Vencer um jogo assim valoriza a chegada na final. Valoriza um grande jogo, duas equipes com recursos técnicos impressionantes. Falei com Scaloni. Messi é extraterrestre. É excepcional”, disse o treinador, que destacou algumas ações individuais do atacante do Barcelona.

“Ele merece essa reverência. Eu quero diminuir as ações de um cara assim. Você mexe um pouco a estrutura. Você traz o Firmino para trás para diminuir as ações dele. Diminuímos as ações do Messi e exploramos a velocidade pelo lado”, explicou na coletiva de imprensa após o jogo.

Tite admitiu que isso fez com que ficassem com uma menor posse de bola. “Mas é um passo para chegar à final”, considerou.

O treinador destacou a força mental do lateral Daniel Alves, fundamental na criação de jogadas no ataque, e o trabalho que ele fez de recuperação, com uma inspiração que o Brasil tenha chegado ao nível que teve neste jogo.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Considerou que “uma grande equipe é feita com cabeça. O corpo só responde aquilo que estiver mentalmente forte. Pressão, adversários, cobranças, rivalidade entre eles. O atleta tem que estar muito forte”.

“Chego com muita tranquilidade, sabendo que é uma exposição muito grande. Mas com muita paz, de fazer o trabalho, de seguir na mesma forma, preparação, pedindo para os atletas buscarem recuperação”, afirmou.

Disse que a Argentina “foi muito consistente em função da marcação agressiva, que era o de tomar a bola (durante um passe brasileiro) o de fazer falta técnica para impedir uma jogada de velocidade”.

Considerou que o jogo foi parelho, já que em uma partida com duas seleções tão grandes “não se pode dominar o tempo todo”.

 

v

mav/ma/aam

Veja também

+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Lissa Aires, modelo do OnlyFans, perde fãs por causa de foto montada em elefante
+ Tatuadora chama atenção ao mostrar “bolha de tinta” no braço
+ Ex-Paquita faz tatuagem íntima; veja vídeo
+ Cataratas do Niágara congelam e as imagens são incríveis
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica