Economia

Para sobreviver, British Airways vende taças de champanhe e outros objetos do Boeing 747

Para sobreviver, British Airways vende taças de champanhe e outros objetos do Boeing 747

Aviões da British Airways no aeroporto de Heathrow, em 8 de junho de 2020 - AFP/Arquivos

A companhia aérea British Airways, irmã da Iberia no berço do International Airlines Group (IAG), muito afetada pela pandemia, anunciou nesta segunda-feira (23) a venda online das louças usadas em seus aviões e outros objetos de seus Boeing 747.

Entre os objetos estão as taças de champanhe usadas na primeira classe, as sapatilhas e mantas, vendidos online “para recriar uma experiência mágica de voo em casa”, anunciou a companhia em um comunicado.

Os colecionadores também podem adquirir artigos, como os carrinhos de alimentação, usados em seus Boeing 747, agora fora da frota.

Para melhorar suas finanças, muito afetadas pela crise de saúde, a companhia aérea já havia decidido vender obras de arte expostas em seus salões.

No mês passado, a IAG anunciou uma perda líquida de 1,76 bilhão de euros (2,08 bilhões de dólares) no terceiro trimestre devido ao colapso do tráfego como consequência das restrições de viagem na Europa para combater a propagação do coronavírus.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

No terceiro trimestre de 2019, o grupo registrou um lucro líquido de 1 bilhão de euros.

O grupo, que já alertou que o final do ano seria difícil, registrou perdas de 5,6 bilhões de euros desde o início de 2020.

Para superar a crise, a IAG desenvolveu uma profunda reestruturação, que inclui a demissão de 13.000 funcionários na British Airways.

O grupo também reduziu seus gastos de capital. Em particular, adiou a entrega de 68 novos aviões para 2022 e decidiu retirar antes do previsto seus Boeing 747, apelidados de “Jumbo Jets” devido ao seu tamanho enorme.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Carla Perez fala sobre vida nos EUA: “Aqui é vida normal”
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel