Para onde já é permitido viajar? Harvard e IATA mostram mapa com novas atualizações

Crédito: Pixabay

(Crédito: Pixabay)

A Universidade de Harvard reuniu neste último mês um seleto grupo de especialistas em pesquisa, política e saúde pública pelo Harvard’s Global Health Institute e lançou uma estrutura de métricas que fornece orientação clara e acessível sobre a situação da pandemia no mundo todo. Assim como a IATA (International Air Transport Association), um mapa interativo mostra em tempo real o nível de risco COVID- 19 classificando o país em verde, amarelo, laranja ou vermelho, com base no número de novos casos diários. A estrutura oferece ampla e atualizada orientação para decisão e programação de possíveis viagens.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Reprodução

Já a IATA disponibiliza também mais informações úteis para viajantes internacionais, como documentos necessários e restrições de viagem sobre cada país. De acordo com o site, as informações são atualizadas constantemente através de um banco de dados abrangente usado por praticamente todas as companhias aéreas e informações coletadas de mais de 1.600 fontes oficiais em todo o mundo, como autoridades policiais e de imigração.

São disponibilizadas informações como requisitos e recomendações de passaporte, vistos, regulamentos aduaneiros relativos à importação/exportação de mercadorias e pequenos animais de estimação. É lá que aparece também quais são os países já abertos para receberem brasileiros, e quais os critérios de entrada para cada país. A lista, que foi recentemente atualizada aumentou, e conta com a abertura de 32 países, sendo eles:

 

Albânia

Antígua e Barbuda

Bahamas

Barbados

Belize

Bermudas

Camboja

Croácia

Cuba

Dominica

Dubai

Egito

Equador

Irlanda

Jamaica

Kosovo

Líbano

Macedônia do Norte

Maldivas

México

Polinésia Francesa

Quênia

Reino Unido

República Dominicana

Ruanda

São Vicente

Granadinas

Santa Lúcia

Sérvia

Tanzânia

Turks and Caicos

Turquia

Ucrânia

 

É importante lembrar que todos estabelecem restrições e possuem suas próprias regras de entrada. O site Melhores Destinos fez uma lista bem completa com essas exigências e vale a pena checar antes de tomar qualquer decisão de viagem.

 

Acesse os mapas interativos por aqui:

 

https://globalepidemics.org/key-metrics-for-covid-suppression/

https://www.iatatravelcentre.com/

Veja também

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.