Brasil

Para Maia, há espaço para votar reforma da Câmara ainda neste ano

Crédito: Reprodução/ TV Cultura

A reforma administrativa da Câmara pode ser aprovada ainda este ano. Para o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), “há muito espaço para se votar” proposta de reforma administrativa da Casa até outubro. “Acho que dá para votar muita coisa antes da eleição. Trabalhar o mês de setembro, votar algumas coisas em outubro, os atos da Mesa, quando tiver acordo na Mesa, já publicá-los. Acho que tem muito espaço”, disse.

A reforma interna da Câmara dos Deputados prevê a redução de mil cargos efetivos no seu quadro, sendo 633 imediatos, de pessoas que estão prestes a se aposentar e um corte salarial de até 40% para ingressantes. A proposta para enxugar a máquina do Legislativo foi apresentada nesta quarta-feira, 2, pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para as lideranças da Casa.

“Hoje carreiras são curtas e salários são altos”, disse Maia. “Precisamos de carreiras mais longas”. O diretor geral da Câmara, Sérgio Sampaio, afirmou que é uma readequação para a Casa funcionar em uma estrutura mais eficiente. “Estamos criando uma carreira com 25 degraus e para subir cada um terá uma avaliação de desempenho”, disse.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Vídeo do TikTok com mulher sendo empurrada de ônibus viraliza; veja

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar