ISTOÉ 2016

Para COI, águas no Rio estão ‘dentro dos padrões da OMS’

O presidente do COI, Thomas Bach, garantiu neste domingo que as águas da Baía da Guanabara estão “dentro dos padrões” da Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo ele, quatro testes estão sendo realizados a cada dia por técnicos em um dos palcos da Olimpíada do Rio.

“Esses exames mostram que está dentro dos padrões da OMS”, disse. Segundo Bach, medidas ainda estão sendo tomadas para retirar diariamente o lixo. Um dos pontos de maior polêmica na preparação do evento, a despoluição da baía havia sido uma das promessas do legado dos Jogos. A ideia original em 2009 era de que, em 2016, a baía estaria limpa.

Bach, porém, insiste que a Olimpíada deixará um legado para a cidade. “Esse legado está ganhando forma”, afirmou. Segundo ele, 300 mil pessoas por dia poderão se beneficiar apenas do metrô, aberto nesta semana.

O presidente do COI ainda voltou a demonstrar apoio aos organizadores brasileiros no que se refere à segurança. Desde o início da operação especial no Rio, pelo menos três incidentes importantes de violência na cidade foram registrados.

“Temos confiança total nas autoridades brasileiras sobre segurança e estamos em contato com eles”, disse. “Temos informes regulares. O COI está levando em consideração as medidas para a segurança olímpica. Mas o que vemos é que podemos ter confiança total”, completou.

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?