Brasil

Para Bolsonaro, Moro atuou para dificultar posse de armas para ‘cidadão de bem’

Para Bolsonaro, Moro atuou para dificultar posse de armas para ‘cidadão de bem’

O presidente Jair Bolsonaro (E) e o ex-ministro Sérgio Moro - AFP/Arquivos

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a facilitação do acesso a armas para a população e a criticar o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, a quem afirmou ter agido “de forma covarde” durante reunião ministerial do dia 22 de abril. Para Bolsonaro, Moro estava “perfeitamente alinhado com outra ideologia” e atuou para dificultar a posse e o porte de armas de fogo para os “cidadãos de bem”.

“Para vocês entenderem um pouquinho quem estava do meu lado. Essa Instrução Normativa 131 é da Polícia Federal, mas por determinação do Moro. Essa IN ignorou decretos meus e ignorou lei para dificultar a posse e porte da arma de fogo para as pessoas de bem”, afirmou Bolsonaro a apoiadores, pela manhã.

Ao deixar o governo, Moro acusou o presidente de tentar interferir politicamente no comando da Polícia Federal. Após a saída do ex-ministro da Justiça, Bolsonaro trocou o diretor chefe da PF, que, por sua vez, determinou trocas nas superintendências. O caso é investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

“Assim como essa IN (Instrução Normativa), tem uma portaria que o novo ministro revogou que, apesar de não ter força de lei, orientava a prisão de civis. Por isso que naquela reunião secreta, o Moro, de forma covarde, ficou calado. E ele queria uma portaria ainda, depois, que multasse quem estivesse na rua (durante a pandemia do novo coronavírus). Perfeitamente alinhado com outra ideologia que não era nossa. Graças a deus ficamos livres disso”, declarou Bolsonaro.

O presidente reafirmou o que disse na reunião do dia 22 de abril, tornada pública por decisão judicial no processo que investiga se Bolsonaro interferiu politicamente na PF. “Inclusive foi o que eu disse na reunião secreta, que um povo armado jamais será escravizado, então, nós queremos o povo armado de forma legal”, disse. Ele completou que não está pensando em reeleição.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+ Receita fácil de pão sírio de micro-ondas da Ana Maria Braga

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago


Tópicos

armas Bolsonaro Moro