Mundo

Papa nomeia ‘padre de rua’ como secretário pessoal

CIDADE DO VATICANO, 27 JAN (ANSA) – O papa Francisco nomeou o padre uruguaio Gonzalo Aemilius, de 40 anos, como seu novo secretário pessoal.   

Com 40 anos de idade, o sacerdote foi ordenado em maio de 2006 e tem doutorado em teologia, mas também simboliza uma “Igreja de rua” que se ocupa dos mais necessitados.   

Aemilius conhece Francisco desde 2006, quando o então arcebispo de Buenos Aires lhe telefonou para falar sobre seu trabalho de assistência a crianças carentes.   

Proveniente de uma família rica e não-religiosa de Montevidéu, Aemilius se converteu ainda na escola, ao se admirar com sacerdotes que ajudavam jovens necessitados.   

Em 17 de março de 2013, se tornou conhecido após Jorge Bergoglio, recém-eleito como Papa, tê-lo chamado no meio da multidão para sua primeira missa depois do conclave. Ao fim da liturgia, Francisco o colocou a seu lado, o apresentou a todos e pediu orações pelo seu trabalho com jovens de rua.   

Aemilius substitui o padre argentino Fabián Pedacchio, que trabalhou com o Pontífice de 2013 a 2019 e voltou para a Congregação dos Bispos de seu país. (ANSA)