CIDADE DO VATICANO, 3 DEZ (ANSA) – O Papa Francisco disse neste domingo(3) que estava “dolorido” pelo rompimento da trégua em Gaza e enfatizou a importância de encontrar um novo acordo de troca de reféns entre Israel e o grupo fundamentalista islâmico Hamas.   

“Em Israel e na Palestina, a situação é grave”, afirmou o Pontífice na oração do Angelus, em um apelo lido pelo monsenhor Paolo Braida, porque ele ainda sente as consequências de uma bronquite infecciosa aguda.   

Na mensagem, Francisco ressalta que “dói que a trégua tenha sido quebrada”, principalmente porque “isto significa morte, destruição e miséria.   

“Muitos reféns foram libertados, mas muitos ainda estão em Gaza.   

Pensamos neles, nas suas famílias que viram uma luz, uma esperança de abraçar novamente os seus entes queridos”, apelou.   

O argentino enfatizou que “há tanto sofrimento em Gaza, há falta de bens de primeira necessidade” e disse esperar “que todos os envolvidos possam chegar a um novo acordo de cessar-fogo o mais rápido possível”.   

Assine nossa newsletter:

Inscreva-se nas nossas newsletters e receba as principais notícias do dia em seu e-mail

O líder da Igreja Católica pediu ainda que Israel e Hamas encontrem “outras soluções além das armas, tentando trilhar caminhos corajosos de paz”.   

Desde a última sexta-feira (1°) os combates recomeçaram na Faixa de Gaza depois que o cessar-fogo temporário de sete dias entre Israel e Hamas expirou. (ANSA).   


Siga a IstoÉ no Google News e receba alertas sobre as principais notícias