Istoé em Tóquio

Pâmela Rosa revela lesão após eliminação precoce no skate na Olimpíada de Tóquio

Pâmela Rosa revela lesão após eliminação precoce no skate na Olimpíada de Tóquio

Pâmela Rosa revela lesão após eliminação precoce no skate na Olimpíada de Tóquio (Foto: Jeff PACHOUD / AFP)


Chegando com o status de favorita aos Jogos Olímpicos de Tóquio, a brasileira Pâmela Rosa não conseguiu chegar à decisão do skate, disputada na madrugada desta segunda-feira, pelo horário de Brasília. Ela ficou na 10ª posição, somando 10,06 contra 11,77 da norte-americana Alexis Sablone, última classificada à final.

+ Rayssa Leal, a “fadinha do skate”, conquista medalha de prata no skate street em Tóquio

+ Daniel Cargnin comemora bronze na Olimpíada: ‘É algo que eu sonhava’

+ Fernando Scheffer vai à final dos 200m livre em Tóquio; 4x100m fica em 8º

Líder do ranking mundial, Pâmela foi a primeira brasileira a ir para a pista. Estava na terceira bateria, ao lado de duas japonesas, uma francesa e uma norte-americana. Ela errou três das suas sete tentativas – três notas são descartadas – e mandando manobras com baixa pontuação.

Após a eliminação precoce, a skatista brasileira usou as redes sociais para revelar que tinha uma grave lesão no tornozelo, que impediu que seu desempenho fosse o esperado. Em uma foto, Pâmela mostrou o tornozelo inchado e roxo. Esse tipo de lesão é comum no skate, mas dificulta a realização dos movimentos, principalmente no street, em que as manobras exigem flexibilidade dos pés e força para o impacto.

“Mais uma vez enfrentei uma competição lesionada, mas essa lesão não me parou, fui até onde consegui. Agradeço imensamente todas as energias positivas, toda torcida e todo o apoio”, disse Pâmela pelas redes sociais.

Mais tarde, Rayssa Leal foi a única brasileira a avançar à final – Leticia Bufoni também foi eliminada na fase classificatória. E, aos 13 anos, a adolescente faturou a medalha de prata, a segunda do Brasil no skate. No sábado, Kelvin Hoefler também levou a prata no street.