Esportes

Palmeiras prega paciência e não estipula data da estreia de reforços

O técnico do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari, avisou que o torcedor precisará ter paciência antes de ver em campo os dois novos reforços, o zagueiro Vitor Hugo e o atacante Henrique Dourado. Apesar do clube já considerar as duas negociações como concretizadas, o treinador declarou que ainda não tem a confirmação de quando poderá escalar a dupla.

Para os dois casos, questões físicas e de documentação são os principais problemas. A dupla sequer teve a confirmação oficial de chegada. “O Vitor Hugo ainda nem está aqui, está na Itália. Foi terminar suas coisas lá. Ele vem de pré-temporada e ainda tem uma série de situações para resolver. Nem sei se a documentação dele vai estar pronta nesta semana. Ainda não tenho condições nenhuma de usar”, explicou Felipão sobre o zagueiro.

Contratado por cerca de R$ 23 milhões, Vitor Hugo vai assinar acordo por cinco temporadas. O zagueiro volta ao Palmeiras depois de defender a Fiorentina por dois anos.

Henrique Dourado chega por empréstimo. O atacante pertence ao Henan Jianye, da China, e se recupera de uma fratura na perna sofrida no começo de março. Por isso, a estreia dele pelo Palmeiras não será imediatamente depois da sua contratação ser oficializada.

“Dourado tem uns 15, 20, 30 dias ainda. Ficamos felizes, porque ele já ajudou o Palmeiras antes, é palmeirense, e por se integrar a nós é um espetáculo. Mas só o teremos no futuro. Ele se recupera de lesão e nós sabíamos. Foi cedido pelo clube também para se recuperar. Mas recebemos de braços abertos, trabalhou muito bem em 2014”, afirmou o treinador sobre o atacante, artilheiro do Palmeiras na temporada 2014 com 18 gols.

À espera dos reforços, a equipe entra em campo nesta terça-feira, pela Copa Libertadores. No Allianz Parque, o time recebe o Godoy Cruz, da Argentina, pela partida de volta das oitavas de final. Na ida, em Mendoza, as equipes ficaram no empate por 2 a 2.